quarta-feira, 20 de junho de 2012

Meio da vida...



Vida é o que existe entre o nascimento e a morte. O que acontece no meio é o que importa.
No meio, você percebe que tudo o que faz você voltar pra casa de mãos abanando (sem uma emoção, um conhecimento, uma surpresa, uma paz, uma ideia) foi perda de tempo.
Que a primeira metade da vida é muito boa, mas da metade pro fim pode ser ainda melhor, se a gente aprendeu alguma coisa com os tropeços lá do início. Que o pensamento é uma aventura sem igual. Que é preciso abrir a nossa caixa preta de vez em quando, apesar do medo do que vamos encontrar lá dentro. Que maduro é aquele que mata no peito as vertigens e os espantos.
No meio, a gente descobre que sofremos mais com as coisas que imaginamos que estejam acontecendo do que com as que acontecem de fato. Que amar é lapidação, e não destruição. Que certos riscos compensam - o difícil é saber previamente quais. Que subir na vida é algo para se fazer sem pressa. Que é preciso dar uma colher de chá para o acaso. Que tudo que é muito rápido pode ser bem frustrante.
Que Veneza, Bali e Patagônia são lugares excitantes, mas que incrível mesmo é se sentir feliz dentro da própria casa. Que a vontade é quase sempre mais forte que a razão. Quase? Ora, é sempre mais forte.
No meio, a gente descobre que reconhecer um problema é o primeiro passo para resolvê-lo. Que é muito narcisista ficar se consumindo consigo próprio. Que todas as escolhas geram dúvida, todas. Que depois de lutar pelo direito de ser diferente, chega a bendita hora de se permitir a indiferença.
Que adultos se divertem muito mais do que os adolescentes. Que uma perda, qualquer perda, é um aperitivo da morte - mas não é a morte, que essa só acontece no fim, e ainda estamos falando do meio.
No meio, a gente descobre que precisa guardar a senha não apenas do banco e da caixa postal, mas a senha que nos revela a nós mesmos. Que passar pela vida à toa é um desperdício imperdoável. Que as mesmas coisas que nos exibem também nos escondem (escrever, por exemplo). Que tocar na dor do outro exige delicadeza.
Que ser feliz pode ser uma decisão, não apenas uma contingência. Que não é preciso se estressar tanto em busca do orgasmo, há outras coisas que também levam ao clímax: um poema, um gol, um show, um beijo.
No meio, a gente descobre que fazer a coisa certa é sempre um ato revolucionário. Que é mais produtivo agir do que reagir. Que a vida não oferece opção: ou você segue, ou você segue.
Que a pior maneira de avaliar a si mesmo é se comparando com os demais. Que a verdadeira paz é aquela que nasce da verdade. E que harmonizar o que pensamos, sentimos e fazemos é um desafio que leva uma vida toda, esse meio todo.
(Martha Medeiros)

Fé...



Certa vez numa região de muita seca; um líder espiritual  teve a ideia de reunir os fiéis, para orar pedindo a Deus que mandasse chuva para aquela região. Chegando no local, quando todos já estavam reunidos para rezar, ele decidiu adiar a data da reunião.
Frustrados, alguns fiéis lhe perguntaram:
Mestre, por que o senhor tomou essa decisão?
E ele respondeu: É por que ninguém trouxe "guarda-chuvas".



MORAL DA HISTÓRIA:
Na nossa relação com Deus, não basta somente pedir;
Mas acima de tudo, o fundamental é "CRER"...
Tudo é possível àquele que crê!



A magia da comunicação




Havia um cego que pedia esmola numa rua qualquer da cidade. 
Todos os dias, um escritor passava por ele, sempre de manhã e à noite. 
Em todas as ocasiões, deixava alguns trocados no chapéu. 
O cego segurava um cartaz com a seguinte frase: 
"Cego de nascimento. Uma esmola, por favor."
Certa manhã, o escritor teve uma idéia: virou o letreiro do cego ao contrário e escreveu outra frase. 
Ao passar de volta, perguntou ao cego como tinha sido o seu dia. 
O cego, muito contente, respondeu: 
"Até parece mentira, mas hoje foi extraordinário! Todos que passavam por mim deixavam alguma coisa. Afinal, o que é que você escreveu no letreiro?" 
O escritor tinha escrito uma frase breve, mas que mexia com todos os que passavam... 
A frase era: 
"Em breve chegará a primavera e eu não poderei vê-la." 
A maioria das vezes não importa o que você diz, mas como você o faz. 
Por isso, tome cuidado ao falar com as pessoas! 
Fale com o coração! 
Você será mais bem compreendido... 
Esta é a magia da comunicação!






terça-feira, 19 de junho de 2012

Pessoas flores


Pessoas são flores. Elas brotam em nossa vida e deixam sinais.
Como a sonoridade do tempo ao longo da existência.
Como a sensibilidade da alma.
Olhe a pessoa que está ao seu lado e você vai descobrir, no íntimo, que há uma flor desabrochando dentro de si.
Procure sentir as pétalas de cada flor, pois cada uma tem uma doce surpresa.
Flores foram compostas para serem ouvidas, sentidas, compreendidas, interpretadas e adoradas.
Para tocarem nossas vidas com a mesma força do instante em que foram criadas, para tocarem suas próprias vidas com toda essa delicadeza encantadora.
E de poderem deixar o perfume exalar de forma delicada.
Afinal, de poderem cumprir todo o sentido que a elas foram dadas, com a beleza que toca nossos corações, com uma magia única.
Flores são como cada um de nós.
Não percebem?
Como vocês, elas precisam de carinho e cuidados, pois são criaturas vivas.
Flores nos fascinam. Mesmo arrancadas das roseiras.
Mesmo aquela flor que murcha em silêncio.
Chega um dia em que a vida se esvai da flor. E talvez você não tenha tido a oportunidade de regâ-la. Ou ao menos não ter dito: "como você floriu linda em meu jardim".
Sempre deixem a flor do jardim expressar a sua formosura. Apenas assim sentirá perpetuará o seu perfume e sua beleza.
(Hidra)



















(repare q as flores são feitas por pessoas)

Palestra do Pe Léo




Jesus está disfarçado em sua casa... 



terça-feira, 12 de junho de 2012

Criador maravilhoso!


Wonderful Maker-Jeremy Camp







                                                          Canção lindíssima!!!

sexta-feira, 8 de junho de 2012

POSTURA MENTAL



Toda vez que pensamos algo, um sentimento correspondente àquela ideia se apresenta.
A higiene mental se faz através da reflexão sobre os tipos de pensamentos que estamos tendo e quais os sentimentos que eles despertam em nós: de alegria, paz e tranquilidade ou de raiva, contrariedade e ciúme.
A análise diária do conteúdo, com o qual preenchemos a nossa mente, é de extrema importância para a nossa saúde física, mental e espiritual.
Ao identificar o pensamento como energia que emite vibrações, se exterioriza e sintoniza com outros do mesmo teor, entendemos o quanto somos capazes de influenciar o nosso semelhante e os ambientes.
Recebemos de modo direto e permanente as vibrações dos pensamentos que emitimos. Nosso ser impregna-se, pouco a pouco, das qualidades dessas vibrações, sejam elas boas ou más.
Por essa razão, nos sentimos bem quando nos aproximamos de pessoas que se habituam a manter a mente elevada, nutrida de bons sentimentos.
Se mantemos com frequência ideias inspiradas por maus desejos, vamos acumulando a energia emitida por elas, podendo ocasionar desordens físicas e até doenças.
Num movimento contrário, podemos direcionar a mente no sentido da superação e cura de enfermidades. Ela atua modificando a nossa natureza íntima.
É com frequência que vemos pessoas acometidas de doenças graves que apresentam uma recuperação surpreendente, pois mantêm uma atitude mental muito positiva e voltada para o bem.
Assim, de acordo com a nossa vontade, podemos fazer em nós luz ou sombra.
Os ambientes também são influenciados pela projeção dos pensamentos de cada um e ficam impregnados das qualidades boas ou más. Assim se explicam os efeitos que se produzem em lugares de reunião.
Toda assembleia é um foco de irradiação de vários pensamentos. Se o conjunto é harmonioso, com certeza irá causar uma impressão agradável e boas sensações.
Por isso nos sentimos bem ao adentrarmos em templos religiosos, onde é constante a comunhão com Deus. Também em lares em que as pessoas que ali vivem prezam o amor, a harmonia e a paz.
É pelo mesmo mecanismo que, por vezes, nos sentimos desconfortáveis em ambientes onde predominam conversas desagradáveis e insignificantes. Ou onde as pessoas estão sob o efeito de bebidas alcoólicas.
Carregamos o remédio aplicável a essas situações. O pensamento salutar, a prece sincera, o silêncio ou a palavra edificante são fontes permanentes à nossa disposição.
Usando esses recursos, podemos modificar o ambiente em que estamos, influenciando-o com a pureza dos sentimentos.
Evitemos então as palavras vãs, as discussões e as leituras frívolas.
Aprendamos a fiscalizar os nossos pensamentos, a discipliná-los, a imprimir-lhes uma direção determinada, um fim nobre e digno.
Somos o que pensamos, pois é o pensamento que gera nossas palavras e nossas atitudes. Com ele construímos, dia a dia, o presente e o futuro.

O Melhor de si




                                     
Um rico resolve presentear um pobre por seu aniversário e ironicamente manda preparar
uma bandeja cheia de lixo e sujeiras. Na presença de todos, manda entregar o presente,
que é recebido com alegria pelo aniversariante, que gentilmente agradece e pede que lhe
 aguarde um instante, pois gostaria de poder retribuir a gentileza. Então, aquele humilde
 senhor, vai até sua casa, joga fora o lixo, lava e desinfeta a bandeja, enche-a de flores,
 e devolve-a com um cartão, onde está escrito a seguinte a frase: "Cada um dá o que tem de
melhor".
Por isso, não se entristeça com a "ignorância" das pessoas, não perca sua serenidade. A raiva
 faz mal à saúde, o rancor estraga sua alma e a mágoa envenena o coração. Domine suas reações
emotivas... Principalmente as negativas, que não darão fruto algum.
Seja dono de si mesmo. Não jogue lenha no fogo de seu aborrecimento. Não perca sua calma.
Pense, antes de falar, e não ceda à sua impulsividade.
"Guardar ressentimentos é como tomar veneno e esperar que outra pessoa morra".

O TRABALHO COMO BENÇÃO DA VIDA!



Você já reparou quantas vezes reclamamos do trabalho? Se vamos falar de trabalho, sempre o associamos à dificuldade, ao desprazer, a algo difícil e penoso de se fazer.
Será mesmo o trabalho algo tão ruim, como se fosse um castigo a se cumprir?
A origem da palavra trabalho remonta à Roma antiga, quando essa palavra era associada a um instrumento de tortura, o tripalium.
Vem daí a conotação do trabalho com sofrimento. Mas será essa mesma a função do trabalho?
Se observarmos a natureza, será fácil verificar que não há quem não trabalhe. Seja o joão-de-barro construindo o ninho para acolher sua companheira e a futura prole; ou a lagarta, tecendo o casulo que guarda a beleza da borboleta em gérmen; ou ainda a abelha colhendo o pólen para fabricar seu doce alimento.
Tudo em a natureza trabalha. Não poderia ser diferente com o homem.
Para os animais, o trabalho é sinônimo de sobrevivência. Trabalha a ave, o inseto, o grande e o pequeno, todos trabalham, como lei de sobrevivência, lei do instinto que os faz buscar o alimento, construir o abrigo, proteger a prole.
E para que serve o trabalho para nós?
Longe da conotação latina de tortura, devemos entender o trabalho como ferramenta que a Divindade nos oferece como processo de aprendizado.
Sendo o trabalho toda ocupação útil a que nos vinculamos, serve como exercício do desenvolvimento de nossas capacidades intelectuais, morais ou emocionais.
Dessa forma, trabalha a dona de casa, ao buscar o asseio do lar, ao confeccionar a comida saborosa para nutrir a família.
Trabalham o pedreiro e o engenheiro na construção do edifício, trabalha o voluntário, doando seu tempo em nome do amor ao próximo.
De uma ou de outra forma, é o trabalho a ferramenta bendita que a Divindade nos oferece para o progresso pessoal.
O ócio, o tempo descomprometido, servem como oportunidades para que os desajustes de nossa intimidade ganhem corpo, ao longo das horas vazias.
Ao contrário, a hora preenchida pela ocupação útil é oportunidade de aprendizado, de interiorizar novas capacidades, nos mais variados campos de nossa intimidade.
Jesus nos lembrava que Ele trabalhava sem cessar, assim como o Pai Celeste igualmente trabalha.
Assim, nunca reclamemos do trabalho que a vida nos ofereça. Ao contrário, a cada dia, agradeçamos a Deus o trabalho bendito e honesto, que nos será passaporte para dias mais felizes, nessa e na outra vida.
O descanso é necessidade natural do organismo, e direito de todos nós, após a jornada de trabalho, a fim de refazer ânimos e recuperar as energias.
Mas jamais nos permitamos o descanso em excesso, fazendo como aqueles que se iludem com os objetivos da vida, imaginando-se em um parque de diversões.
Tenhamos em mente que nascemos todos em bendita oficina de trabalho, que é a Terra, a fim de forjar nossos caracteres e valores.
E, ao início e fim de cada jornada de trabalho, agradeçamos a ocupação útil, remunerada ou voluntária, dentro ou fora do lar, lembrando de todos aqueles que adorariam poder estar em nosso lugar.



Obrigada Mãe...


  Uma criança pronta para nascer perguntou a Deus: 
- Dizem-me que estarei sendo enviado à terra amanhã... Como vou viver lá, sendo assim pequeno e indefeso? 
E Deus disse: 
- Entre muitos anjos, eu escolhi um especial para você. Estará lhe esperando e tomará conta de você.
Criança:
- Mas diga-me: Aqui no Céu eu não faço nada a não ser cantar e sorrir, o que é suficiente para que eu seja feliz. Serei feliz lá?
Deus:
- Seu anjo cantará e sorrirá para você... a cada dia, a cada instante, você sentirá o amor do seu anjo e será feliz.
Criança:
- Como poderei entender quando falarem comigo, se eu não conheço a língua que as pessoas falam?
Deus:
- Com muita paciência e carinho, seu anjo lhe ensinará a falar.
Criança:
- E o que farei quando eu quiser Te falar?
Deus:
- Seu anjo juntará suas mãos e lhe ensinará a rezar.
Criança:
- Eu ouvi que na Terra há homens maus. Quem me protegerá?
Deus:
- Seu anjo lhe defenderá mesmo que signifique arriscar sua própria vida.
Criança:
- Mas eu serei sempre triste porque eu não Te verei mais.
Deus:
- Seu anjo sempre lhe falará sobre Mim, lhe ensinará a maneira de vir a Mim, e eu estarei sempre dentro de você.
Nesse momento havia muita paz no céu, mas as vozes da terra já podiam ser ouvidas. A criança apressada, pediu suavemente:
- Oh Deus se eu estiver a ponto de ir agora, diga-me por favor, o nome do meu anjo.
E Deus respondeu:
- Você chamará seu anjo... MÃE!







Mãe,
Agradeço a Deus por você existir e fazer parte da minha vida. Você é a principal razão das minhas vitórias e conquistas. Obrigado por ser esta amiga admirável e esta Mãe digna de todo o meu respeito. 
                                                                                                                        Polly

                                                                                                                                              














   É na forma do sorriso que consigo demonstrar palavras que não sei dizer.


 





Eu sei o caminho que escolhi, e em meio a tantos outros foi por esse que eu decidi. 
Eu só ainda não consegui decifrar como caminhar totalmente nele, 
mas a vida vai ensinando aos poucos como enfrentar nossos medos, desejos e nossos problemas



segunda-feira, 4 de junho de 2012

This is my desire


Jeremy Camp - My Desire



video

Meu Desejo



Você quer ser verdadeiro
Você quer esvaziar-se
Você quer ser alguém despojando-se de seu orgulho
Você quer ser alguém algum dia
Então entregue tudo perante O Rei
Você quer ser inteiro
Você quer ter propósito
Você quer ter virtude e purificar sua mente
Você quer ser liberto hoje então entregue tudo perante O Rei

Esse é o meu desejo
Esse é o meu retorno
Esse é o meu desejo Ser usado por Ti

Você quer ser verdadeiro
Você quer esvaziar-se
E eu sei que o meu coração é para Te sentir perto
E eu sei que minha vida
É para fazer a Tua vontade
É para fazer a Tua vontade

Em toda minha vida eu tenho visto onde Tu tens me levado
Além de tudo que eu tenho esperado e ainda há mais por vir
Não há muito o que eu possa fazer para retribuir tudo que Tu tens feito então dou minhas mãos para usares