domingo, 26 de agosto de 2012

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Discernimento no Espírito...

Uma maneira diferente de aprender...


"Se fosse ensinar a uma criança a beleza da música
não começaria com partituras, notas e pautas.

Ouviríamos juntos as melodias mais gostosas e lhe contaria
sobre os instrumentos que fazem a música.

Aí, encantada com a beleza da música, ela mesma me pediria
que lhe ensinasse o mistério daquelas bolinhas pretas escritas sobre cinco linhas.

Porque as bolinhas pretas e as cinco linhas são apenas ferramentas
para a produção da beleza musical. A experiência da beleza tem de vir antes".

Rubem Alves




“A vida é como um piano. Teclas brancas representam a felicidade e as pretas as angústias. 
Com o passar do tempo você percebe que as teclas pretas também fazem música.”

terça-feira, 14 de agosto de 2012

Vivendo e apredendo...


                      5 Qualidades que aprendi com o Lápis.

qualidade: Vc pode fazer grandes coisas, mas não deve esquecer
nunca que existe uma Mão que guia seus passos. Esta mão nós chamamos de Deus, e Ele deve sempre conduzi-lo em direção à Sua vontade.
qualidade: De vez em quando eu preciso parar o que estou escrevendo, e usar o apontador. Isso faz com que o lápis sofra um pouco, mas no final, ele está mais afiado. Portanto, saiba suportar algumas dores, porque elas o farão ser uma pessoa melhor.
qualidade: O lápis sempre permite que usemos uma borracha para apagar aquilo que estava errado. Entenda que corrigir uma coisa que fizemos não é necessariamente algo mau, mas algo importante para nos manter no caminho da justiça.
qualidade: O que realmente importa no lápis não é a madeira ou sua forma exterior, mas o grafite que está dentro. Portanto, sempre cuide daquilo que acontece dentro de vc.
E Finalmente...
qualidade: O Lápis sempre deixa uma marca. Da mesma maneira, saiba que tudo que vc fizer na vida, irá deixar traços...

Hoje...



"Eu não sou tão triste assim, é que hoje eu estou cansada."

(Clarice Lispector)

Demissão

Venho por meio desta, apresentar oficialmente meu pedido de demissão da categoria dos adultos.
Resolvi que quero voltar a ter as responsabilidades e as idéias de uma criança de oito anos no
máximo.
Quero acreditar que o mundo é justo e que todas as pessoas são honestas e boas. Quero acreditar
que tudo é possível. Quero que as complexidades da vida passem desapercebidas por mim e quero
ficar encantada com as pequenas maravilhas deste mundo. Quero de volta uma vida simples e sem
complicações.
Cansei dos dias cheios de computadores que falham, montanha de papeladas, notícias deprimentes,
contas a pagar, fofocas, doenças e necessidade de atribuir um valor monetário a tudo o que existe.
Não quero mais ter que inventar jeitos para fazer o dinheiro chegar até o dia do próximo pagamento.
Não quero mais ser obrigada a dizer adeus a pessoas queridas e, com elas, a uma parte da minha vida.
Quero ter a certeza de que Deus está no céu, e de que por isso, tudo está direitinho nesse mundo.
Quero viajar ao redor do mundo no barquinho de papel que vou navegar numa poça deixada pela chuva.
Quero jogar pedrinhas na água e ter tempo para olhar as ondas que elas formam. Quero achar que as
moedas de chocolate são melhores do que as de verdade, porque podemos comê-las e ficar com a cara
toda lambuzada.
Quero ficar feliz quando amadurecer o primeiro caju, a primeira manga ou quando a jabuticabeira
ficar pretinha de frutas. Quero poder passar as tardes de verão à sombra de uma árvore, construindo
castelos no ar e dividindo-os com meus amigos.
Quero voltar a achar que chicletes e picolés são as melhores coisas da vida. Quero que as maiores
competições em que eu tenha de entrar sejam um jogo de bola de gude ou uma pelada. Quero voltar ao
tempo em que tudo o que eu sabia era o nome das cores, a tabuada, as cantigas de roda, a "Batatinha
quando nasce..." e a "Ave Maria" e que isso não me incomodava nadinha, porque eu não tinha a menor
idéia de quantas coisas eu ainda não sabia.
Quero voltar ao tempo em que se é feliz, simplesmente porque se vive na bendita ignorância da
existência de coisas que podem nos preocupar ou aborrecer. Quero acreditar no poder dos sorrisos,
dos abraços, dos agrados, das palavras gentis, da verdade, da justiça, da paz, dos sonhos, da
imaginação, dos castelos no ar e na areia.
Quero estar convencida de que tudo isso... vale muito mais do que o dinheiro!


Me arrependo de ter dito: “Eu quero crescer”.    




Saudades da minha infância...



  Eu costumava a viver no tempo em que o tempo tinha ponteiro, onde tudo se degustava com atenção e com calma; os minutos eram horas e as horas, dias. O apreciar, o amar, o paladar, as estrelas e a lua, a noite de sono, o mar e o tempo para si mesmo... cadê? Para onde foi tudo isso? Se escondeu? Quem escondeu? Ou eu perdi? Tudo parece tão rápido agora, sabe?! Os dias, as folgas, o ar... Tanta coisa mudando em tão pouco tempo... Estou vivendo em dias em que tenho um lápis, mas não tenho uma borracha; se errou, fica errado. Um casal se amando, os grilos soando, os pássaros cantando, as estrelas brilhando, uma leve chuva e um guarda-chuva pros dois, uma tarde no campo para ler um livro, um piquenique, cadê? Mas cadê mesmo? Hoje existe apenas o barulho de celular, carros buzinando com pressa, pessoas guardando cada dia mais ódio e perdoando menos, olhos sangrando, um homem que ficou com uma mulher, que ficou com outro homem e depois com outra mulher, interesse e dinheiro. 

“Como eu queria voltar ao jardim da inocência.”         





domingo, 12 de agosto de 2012

Feliz dias dos pais!



"Não eduque seu filho para ser rico, eduque-o para ser feliz. 


Assim ele saberá o VALOR das coisas e não o seu PREÇO" 



(Max Gehringer)



Pai,

Obrigada por ser tão especial para mim...
Obrigada por me ensinar, por me amar e por se esforçar sempre para me fazer feliz e para que eu realize meus sonhos.

Peço a DEUS que me ajude em tudo ao menos alegrar seu coração, e quanto a mim prometo me esforçar ao máximo para também poder te fazer um pai feliz e que se orgulhe de mim como eu posso me orgulhar de você.

TE AMO MUITO PAI... 
com carinho, 
Polly


DIVINO FAROL


Conta-se que um capitão, ainda bastante jovem, tinha acabado de se formar na Escola de Oficiais da Marinha e estava servindo num grande navio de guerra.
Sua frota estava fazendo exercícios num arquipélago, em meio a milhares de ilhas. Eles já estavam chegando ao final do dia, o tempo estava péssimo, com névoa densa e a visibilidade muito ruim.
Em certo momento, o vigia avisou ao comandante que havia uma luz piscando do lado direito. O comandante perguntou se a luz estava constante ou em movimento, e o vigia confirmou que a luz estava parada e num curso de colisão.
O comandante mandou uma mensagem para o suposto navio informando que ele estava numa rota de colisão e que seria necessário mudar seu curso em vinte graus, imediatamente.
Recebeu a seguinte mensagem: É melhor vocês mudarem seu percurso imediatamente.
O capitão pensou que a tripulação do outro navio não sabia quem ele era e transmitiu outra mensagem: Eu sou um capitão, por favor, mude seu percurso em vinte graus. Veio outra mensagem:
Eu sou marinheiro de segunda classe, senhor, e estou alertando que é preciso mudar o curso do seu navio, senhor.
O comandante ficou enfurecido e enviou sua mensagem final: Estou no comando da mais importante nau da frota. Não podemos manobrar tão rápido. Mude seu curso imediatamente. Isto é uma ordem!
Então, o comandante recebeu a mensagem final: Senhor, é impossível mudar nossa rota. Isto aqui é um farol. E eu, sou apenas o faroleiro.

Ao longo da sua trajetória evolutiva, não foram poucas as vezes que homens, investidos de cargos importantes ou em posições de destaque, têm se deixado levar pela soberba e pela vaidade, a ponto de não perceber a realidade que os cerca.
A história registrou inúmeras dessas situações, mas a mais célebre foi a ocorrida com Jesus.
Quando o Mestre de Nazaré Se posicionou diante dos doutores da lei, dos poderosos, dos que se julgavam acima do bem e do mal, qual farol iluminando a noite escura dos corações, foi crucificado.
Aqueles homens não admitiam que um simples carpinteiro, sem títulos nem riquezas materiais pudesse lhes indicar o rumo que deveriam seguir para evitar o naufrágio na escuridão das próprias trevas.
Investidos dos poderes transitórios e das glórias terrenas, fecharam os olhos para a Grande Luz que veio à Terra para iluminar consciências e perfumar corações.
Enceguecidos pelo brilho do ouro, desdenharam o maior tesouro já conferido à Humanidade.
Pseudossábios, iludidos pela prepotência do falso saber, desprezaram Aquele que foi e continua sendo o maior sábio de que se tem notícias.
Cegos pelo preconceito de raça, de casta e de religião, não aceitaram a orientação do Sublime Farol que veio a este mundo de misérias para conduzi-lo, como nau desorientada, ao porto seguro de um reinado diferente, que Ele próprio exemplificou.
E, não obstante todas as resistências oferecidas pelos poderosos daquele tempo e por alguns da atualidade, o Divino Farol continua orientando todos os que, cansados de se debater na noite escura dos sofrimentos e nas tempestades geradas pela ignorância, desejam chegar a um porto seguro.
E assim prosseguirá, até que todas as ovelhas do aprisco voltem ao Seu redil... Até o final dos tempos, conforme Ele mesmo afirmou.
Jesus é estrela de primeira grandeza.
Fez-se, na Terra, um humilde carpinteiro para se achegar aos corações daqueles que estavam dispostos a saciar a sede de esperança e seguir seus passos luminosos.

E, embora desprezado por muitos, continua sendo o Divino Farol a indicar o caminho que conduz ao Pai, através dos Seus luminosos ensinamentos.
 


Say what you need to say...

Eu gosto de olhos que sorriem, de gestos que se desculpam, de toques que sabem conversar e de silêncios que se declaram.


Enfermidade...



...é um conflito entre
a personalidade e a alma.

O resfriado escorre
quando o corpo não chora.

A dor de garganta entope
quando não é possível comunicar as aflições.

O estômago arde
quando as raivas não conseguem sair.

O diabetes invade
quando a solidão dói.

O corpo engorda
quando a insatisfação aperta.

A dor de cabeça deprime
quando as duvidas aumentam.

O coração desiste
quando o sentido da vida parece terminar.

A alergia aparece
quando o perfeccionismo fica intolerável.

As unhas quebram
quando as defesas ficam ameaçadas.

O peito aperta
quando o orgulho escraviza.

A pressão sobe
quando o medo aprisiona.

As neuroses paralisam
quando a "criança interna" tiraniza.

A febre esquenta
quando as defesas detonam
as fronteiras da imunidade.

Os joelhos doem
quando o orgulho não se dobra.

O câncer mata quando
não se perdoa ou cansa de viver.

E as dores caladas?
Como falam em nosso corpo?

A enfermidade não é má,
ela avisa quando erramos a direção.

O caminho para a felicidade não é reto,
existem curvas chamadas Equívocos,
existem semáforos chamados Amigos,
luzes de precaução chamadas Família,
e ajudará muito ter no caminho
uma peça de reposição chamada Decisão,
um potente motor chamado Amor,
um bom seguro chamado ,
abundante combustível chamado Paciência.
Mas principalmente um maravilhoso
Condutor chamado
DEUS
   

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Um pouco de mim...


                           

Pai,                                              
Ensina-me a fazer tua vontade, pois sei que é o melhor para mim.
Guia meus passos livrando-me de todo mal,
Dá-me sabedoria em cada decisão, que a tua misericórdia me acompanhe todos os dias,
em nome de Jesus!!!
Amém


Vinde Espírito Santo...


                            Oração ao Divino Espírito Santo

Vinde Espírito Santo,

Enchei os corações dos Vossos fiéis

E acendei neles o fogo do Vosso amor

Enviai o Vosso Espírito e tudo será criado

E renovareis a face da terra

Oremos: ó Deus que Instruistes os corações dos Vossos fiéis

Com a luz do Espírito Santo,

Fazei que apreciemos retamente todas as coisas

Segundo o mesmo Espírito e gozemos sempre de suas consolações

Por Cristo Senhor nosso, 
Amém.



Assim também o Espírito socorre a nossa fraqueza. 
Pois não sabemos o que pedir como convém; mas o próprio 
Espírito intercede por nós com gemidos inefáveis, 
e aquele que perscruta os corações sabe qual o desejo 
do Espírito; pois, é segundo Deus que ele intercede pelos 
santos
Romanos 8,26

                                   

Borboletas




"Não haverá borboletas se a vida não passar por longas e silenciosas metamorfoses."

             Rubens Alves

Aprendendo a amar...


E, brincando, um menino de quatro anos e uma menina de apenas três anos param e a menina pergunta: -" Maicon, você me ama?" E ele responde: -"Amo sim Keyla." E ela continua: -"Mas você me ama como os adultos?" E ele responde: -"Não, eu te amo de verdade."
"Feliz de quem ama e não espera nada em troca, pois nunca terá desilusões."

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

O justo confia em Deus



                                                                   Salmos 91

Você que habita ao amparo do Altíssimo,
e vive à sombra do Onipotente,
diga a Javé: "Meu refúgio, minha fortaleza,
meu Deus, eu confio em ti!"

Ele livrará você do laço do caçador,
e da peste destruidora.
Ele o cobrirá com suas penas,
e debaixo de suas asas você se refugiará.
O braço dele é escudo e armadura.
Você não temerá o terror da noite,
nem a flecha que voa de dia,
nem a epidemia que caminha nas trevas,
nem a peste que devasta ao meio-dia.
Caiam mil ao seu lado
e dez mil à sua direita,
a você nada atingirá.

Basta que você olhe com seus próprios olhos,
para ver o salário dos injustos,
porque você fez de Javé o seu refúgio
e tomou o Altíssimo como defensor.
A desgraça jamais o atingirá,
e praga nenhuma vai chegar à sua tenda,
pois ele ordenou aos seus anjos
que guardem você em seus caminhos.
Eles o levarão nas mãos,
para que seu pé não tropece numa pedra.
você caminhará sobre cobras e víboras,
e pisará em leões e dragões.

"Eu o livrarei, porque a mim se apegou.
Eu o protegerei, pois conhece o meu nome.
Ele me invocará, e eu responderei.
Na angústia estarei com ele.
Eu o livrarei e glorificarei.
Vou saciá-lo de longos dias
e lhe farei ver minha salvação".

"Meu preferido"


É essa fé que eu busco em ti Senhor!





Um jovem que trabalhava no exército era humilhado por ser Cristão. Um dia seu superior querendo humilhá-lo na frente do pelotão chamou o soldado e disse: Pegue esta chave, vá até aquele Jipe e estacione ali na frente. O jovem disse: Não sei dirigir. Então disse o superior, peça ajuda a seu Deus. Mostre que ele existe. O soldado pegou a chave e começou a orar, depois ligou o veículo, manobrou e estacionou perfeitamente. Ao sair do Jipe o soldado viu todos de joelhos, chorando e dizendo: Nós queremos teu Deus. O jovem soldado espantado, perguntou o que estava acontecendo. O superior chorando abriu o capô do Jipe e mostrou para o jovem que o carro estava sem motor.

 "Confia os teus cuidados ao Senhor, e ele te susterá; jamais permitirá que o justo seja abalado."
                                                                        Salmos 55:22

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Reflita...

video


"Em tudo, dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco" 1Tessalonicenses 5:18


  Somos diariamente bombardeados por notícias negativas veiculadas por todos os meios de comunicações. Estes podem interferir no modo como olhamos para as circunstâncias da vida e relacionamentos. Assim, por exemplo, é possível que 5% de aspectos negativos superem 95% das concepções positivas nas diversas situações em nossa volta. Sem percebermos, tornamo-nos gradativamente murmuradores. A murmuração, aliás, foi um dos pecados que mais o povo de Israel praticou contra o Senhor no deserto. Ele enviava o maná todos os dias, mas o povo não agradecia; pelo contrário, reclamava até das bênções de Deus.

   Nosso desafio não é desprezar problemas, mas ter maturidade suficiente para lidar com eles, de modo a não permitir que o seu discernimento se torne motivo para a ingratidão e constante insatisfação.

  A vontade de Deus é o motivo desta conduta orientada pela gratidão em tudo. Portanto, não se trata de uma sugestão, mas uma clara determinação da vontade de Deus para que sejamos agradecidos permanentemente. Esta vontade não é abstrata, inalcançável ou oculta, mas está revelada em Cristo Jesus para conosco. Ele é o modelo segundo o qual obtemos a força necessária para oferecer ações de graças mesmo quando nem tudo está como gostaríamos.
 
   Com carinho
      Polly